sábado, 31 de março de 2012

TARDE

Cravou as unhas no cedro e bebeu a enigmática seiva da força.
Mergulhou no riacho e deixou lá todo lodo da alma.
Entrou na fogueira e recuperou as todas cores perdidas.
Estava pronta, plena e ansiosa.
Subiu na colina e bem no topo deixou que o tufão lhe pegasse no colo.
Aconchegou-se em seu meio espiralado e ultrapassou o oceano esperando.
Chegou na terra firme e o viu sentado em um rochedo no alto da escarpa banhada pelo mar.
Escalou como pode a íngreme subida e surgiu inesperadamente na sua frente.
Com um grito de desespero entendeu que havia demorado muito.
Abraçou-se na figura de pedra e jogou-se nas brancas ondas
Que, comovidas, entoavam o prelúdio do se final.

12 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Ufa! Li o poema com a sofreguidão de quem assiste o personagem atuando!
Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

Mª LUISA ARNAIZ disse...

Aprecio en tu poema ecos del mito de Orfeo. Un abrazo, Gisa.

Paulo Francisco disse...

Este texto é uma dança espanhola, movida com ritmo das castanholas.
Olé!
Um beijo grande

Filoxera disse...

Porque, por vezes, esperamos demais...
:-(
Obrigada pelas palavras elogiosas no EQ. Curiosamente, desde que comecei a preparar o lançamento do meu livro, tenho escrito menos...
Um beijo.

ANTONIO CAMPILLO disse...

Acertada alegoría de la naturaleza y su relación con todo el entorno vivo que existe en ella.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Arnoldo Pimentel disse...

Lindo e envolvente como as ondas.Beijos.

wcastanheira disse...

Uuau profundamente filosófica, gostei, mais uma vez como sou um tio q adimira sua poesia profunda então li, reli e trili(uauua será q existe?)bem agora passou a existir, pra vc bela conterrânea poetiza bjos, bjos e bjossssss

vieira calado disse...

Olá, boa noite!

Estou noutro computador,

porque no meu há uma aplicação Texas

que não deixa comentar.

Felizmente daqui posso saudá-la!

Bjsss

Smareis disse...

Maravilhoso.
Uma tarde fascinante.
Beijos Gisa!

Elisa Cunha disse...

Poxa... :/ lindo.

Boa semana. Bjs

iglesiasoviedo disse...

Espero que ese final sea el que deseas y el adecuado.
Besos.

Evandro L. Mezadri disse...

Belíssima obra, Gisa!
Muito bem escrita, criativa.
Grande abraço e sucesso!