sexta-feira, 2 de março de 2012

FOXTROT

Sentada do canto mais escuro do salão,
Ocultou os olhos nas rendas do leque.
Observava todo o baile
Recortado nos negros espaços vazados
Do seu precioso esconderijo.
Estava distraída pelas cenas parciais,
Braços,vestidos,rostos,pernas, sapatos,
Todas entrecortadas
Mas em perfeita harmonia
Com os melodiosos sons da orquestra.
Divertia-se em conjugá-las a seu bel prazer,
Formando outras cada vez mais inusitadas.
Com surpresa viu que alguns fragmentos,
Antes dançantes no ambiente,
Começaram a se aproximar de onde estava.
Pés, olhos, mãos, boca, terno, lábios, cabelos,
Em um rápido instante estremeceu,
Não podia mais evitar
Estendeu a mão e com um brusco movimento
Desfez-se em tantas partes quantas estavam a sua frente.
Cada qual com o seu par,
Entaram na dança imediatamente,
Enquanto a orquestra rompia em mais um animado foxtrot.

11 comentários:

ANTONIO CAMPILLO disse...

Los semioscuros salones de baile en donde tocaban baladas dulces orquestas en directo, han ido desapareciendo poco a poco...
Recordar cómo se alteraba la chica cuando se la iba a invitar a bailar y el inapreciable temblor de piernas del chico al hacerlo, eran la sal de la picante pimienta del foxtrot.
Delicioso poema.
Delicioso recuerdo.
Delicioso baile.
Delicioso ligue...

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

folha seca disse...

Gisa
Apetece-me perguntar. A menina dança?
Um beijo
Rodrigo

iglesiasoviedo disse...

Recuerdos de tiempos y costumbres pasadas, no lejanas en el tiempo pero si en la costumbre.
Bailas Gisa?
Besos.

Rô... disse...

oi Gisa,

que saudades dos bons bailes...
adoro dançar,
pra mim além de um exercício muito gostoso,
me faz um bem danado...
é relaxante e prazeroso!!!
adorei o tema...

beijinhos

J Araújo disse...

Olá Gisa, passei para conhecer seu blog e gostei, com certeza, não poderia deixar passar em branco. Bom final de semana pra você.

Bj

Julie disse...

Qué hermoso recordar estos bailes... Lo he disfrutado mucho.

Paulo Francisco disse...

Acho que um dia vou aprender a dançar...
Um beijo grande

Flor de Jasmim disse...

Excelente baile! Hum dá vontade de dar um pé de dança.

Beijinho e uma flor

Maíra Cunha disse...

Queria saber se ela dança, Gisa adorei teu espaço estou seguindo, venha fazer uma visita:
http://fazdecontatxt.blogspot.com

ஜ♥Patricia♥ஜ disse...

Eu ja nem falo mais nada, quem tem o dom tem, e vc é demais, quem me dera saber expressar as coisas, como vc, quando tento fazer um poema sempre termina em texto reflexivo, kkkk mas que bom que conheci aqui, amei..

Rogério Pereira disse...

RUMBA

(...)
E perdido me deram no morro da Samba.
E para me distrair
levaram-me ao baile do sô Januário
mas ela lá estava num canto a rir
contando o meu caso às moças mais lindas do Bairro Operário

Tocaram uma rumba dancei com ela
e num passo maluco voamos na sala
qual uma estrela riscando o céu!
E a malta gritou: "Aí Benjamim!"
Olhei-a nos olhos - sorriu para mim
pedi-lhe um beijo - e ela disse que sim.


NAMORO, de Viriato da Cruz

http://youtu.be/7i7K8AreG0Q