segunda-feira, 5 de março de 2012

ENCAIXE

O tapete abrigava sua silhueta.
Prisioneira da composição das longas tramas,
Deixava-se ficar
Na mesma posição do último dia.
Quando ele retornasse
Era só se encaixar nas lacunas
Que havia deixado
E tudo seguiria o seu curso.
Agora quieta,
Já podia contar seus passos se aproximando.
Fechou os olhos sorrindo.

9 comentários:

Evanir disse...

A vida muitas vezes nos
traz dramas profundos.
Por vezes lutamos lutamos
nada de realizarmos aquilo
que tanto almejamos.
Nunca espere um novo amanhã
sem pedir a Deus para te acordar
todas as manhãs.
È nele que encontramos a resposta
para nossos problemas.
È dele que precisamos para realizar
nossos sonhos.
Par tudo isso temos que ter
(FÈ)que nos traz esperança.
Uma semana infinitamente abençoada.
Beijos no coração.
Evanir..

Mª LUISA ARNAIZ disse...

Lo que se deja para mañana no se logra dice el saber popular. Saludos.

Carla Ceres disse...

Nada como iniciar a semana lendo um poema bonito assim. Beijos, Gisa!

Rogério Pereira disse...

Resolveu
na aproximação
subir mais alto
o o tanto que lhe soube bem
Depois deixou de bater
suas pesadas asas
e planou, silenciosamente...
Ela não o ouviria chegar
e se surpreenderia
Estaria a contar ouvir seus passos
como sempre fazia

Flor de Jasmim disse...

Gisa querida
Como sempre surpreendente!

Beijinho e uma flor

ANTONIO CAMPILLO disse...

Por pequeño que sea el tiempo que se deja una creación, un sentimiento, un amor, volver a terminarlo, recomponerlo, retomarlo, es tan difícil que no podrá seguir el curso trazado en un principio.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Sirlara Wandenkolk disse...

Ah Gisa, ficou bom o poema (:
Abraço

@ Escritora disse...

Encaixei-me perfeitamente neste encaixe!

Bjos

OceanoAzul.Sonhos disse...

Que delicia... a sua imaginação é algo de fabuloso.

beijos
cvb