sábado, 5 de maio de 2012

COLAGENS

Saiu à rua com a teleobjetiva.
Fotografou de pé,
Deitada,
Rolando.
De cima dos sorrisos,
De baixo da multidão.
Conseguiu os ângulos mais incríveis.
Voltou para casa
E imprimiu tudo em papel adesivo.
Entrou no pequeno quarto
Fechou a porta com a chave,
Não queria ser importunada.
Começou colando o sol do canto superior esquerdo,
Tinha que ter luz para o trabalho.
A lua, cheia e plena, colocou no canto oposto,
Gostava de propiciar o namoro entre os dois.
Pelas paredes laterais distribuiu
As cachoeiras,
Os sorrisos,
As festas,
Os brilhos,
As multidões,
As flores,
O fogo,
E as pedras.
Deu por concluída a tarefa 
Quando, afastando-se pelo horizonte,
Produzido em toda linha mediana do fundo a peça,
Olhou para trás e pode ver a música, a alegria e a vida,
Que haviam brotado no diminuto cômodo,
Acenando-lhe, insistentemente.
Retribuiu o cumprimento e olhou para frente.
Já não era mais necessária ali.
Partiu resoluta à procura de novas escuridões.
A abrandar.

15 comentários:

Mª LUISA ARNAIZ disse...

Crear belleza, buen remedio para estar alegre. Un cariñoso saludo.

Nos Amando... disse...

é muito bom ter objetivos e concretiza-los
sair por ai fotografando
eternizando momentos únicos e simples
que beleza
lindo final de semana
beijokas

Flor de Jasmim disse...

Conseguir atingir objectivos são os ângulos mais incríveis.
Bom domingo Gisa

Beijinho e uma flor

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para deixar um beijinho com carinho e desejar um bom Domingo.

Sonhadora

Malu Machado disse...

Fez um Bonsai de imagens. Colocando todas as coisas no lugar que quis. Brincando de Deus. É bom ter o controle das coisas né?

Adoro arrumar gavetas.

Abs, amiga.

Mary disse...

Se fosse possível conseguir esta maravilha, ou é? rs, depende dos olhos de quem vê como dizem.
bj, bom domingo.

Álvaro Lins disse...

Concretizar objectivos:)! Excelente.
Bjo

Janaina Cruz disse...

Há sempre algo novo a ser descoberto, mesmo que essas descobertas sejam feitas dentro de nós...

Gisa, você descreveu a minha infância em tua poesia... rsrsr Ah, saudades dos ângulos perfeitos que buscava em minha kodak velha...

Abraços e ótima semana pra ti.

QUIM disse...

Que maravilhoso esse texto!bj..Boa semana!

Fê-blue bird disse...

Minha amiga, tens uma imaginação incrível, fico fascinada com tudo o que escreves.
Uma fotógrafa assim dá um jeitão para acabar com tanta escuridão :)

Beijinhos

Sandra Portugal disse...

Que lindo!
saudades de vir aqui!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

ANTONIO CAMPILLO disse...

Es un colage tan repleto de belleza creada como de complejidad en la posición de todos y cada uno de los recortes que lo conforman.
Como siempre, se debe leer en original. Es tan sonoro que casi se ven los retazos que componen el todo.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Sandra disse...

Gostei muito..Lindas colagens...
Hoje é domingo e estou passando para deixar o meu abraço e a minha alegria a você.
Que Deus te ilumine a semana que se aproxima.
Nossa amizade é mais ou menos assim...

Poema do amigo aprendiz
Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Pe. Zezinho SCJ.
Com muito Carinho,
Sandra

Natália Campos disse...

Que lindo poema, Gisa. Adorei.

Rogério Pereira disse...

Não me queixo
Embora tenhas omitido
esse gesto
de me colares no tecto
e de lá ficar...

Eu sei que hás-de voltar