quarta-feira, 30 de maio de 2012

VIVA

Se quisesse, quereria
Ocorre que não quero.
Finalizo o que não começou
Nem teve forças de ultrapassar
O estágio da cogitação.
Ninguém ferido, portanto.
Estúpida segurança.
Inaceitável final feliz!
Um viva à covardia vencedora!

13 comentários:

ANTONIO CAMPILLO disse...

Ha finalizado aquello que nunca comenzó. ¿Querer o no querer? ¿contenta con el resultado? No.
En el fondo se habría querido pero no se ha atrevido. Por ello se autoinculpa de cobardía.
Si se hubiese producido habría sido una verdadera vencedora de querer queriendo.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Paulo Francisco disse...

Mas às vezes é bem acertado a decisão de não seguir.
ah! se eu tivesse desistido antes de começar...
Um beijo grande

Rogério Pereira disse...

CONTRADITÓRIO

Se não quisesse, não quereria
Ocorre que quero.
Recomeço o que não acabou
Arranjou forças de ultrapassar
O estágio da cogitação.
Ninguém ferido, portanto.
Inteligente segurança.
Providencial final feliz!
E viva a coragem vencedora!

Flor de Jasmim disse...

Gisa
Quem me dera ter desistido antes de dar inicio a algo que me dói.

Beijinho e uma flor

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gisalindamiga

Covardia é desistir, sem mesmo começar.

Abç ao teu Homem, qjs, bjs da Raquel e um não desistido para tu

Carla Ceres disse...

Ninguém ferido, mas resta um certo desapontamento consigo mesmo. Beijos!

Dilmar Gomes disse...

Amiga Gisa, como sempre, trazendo-nos uma poesia questionadora.
Um abraço. Tenhas um bom dia.

Malu Machado disse...

É preciso doer para saber que não se quer. De qualquer maneira, ainda preferível a dor do vivido do que a curiosidade doentia do não concretizado. Errar é humano.

PS Adoro seu texto.

Zilani Célia disse...

OI GISA!
MUITAS VEZES POR UMA COVARDIA CÔMODA, DEIXAMOS PASSAR POR NÓS, NOVAS EXPERIÊNCIAS SEM NEM, TENTARMOS PARA SABER SE DARIAM CERTO OU NÃO.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Zilani Célia disse...

OI GISA!
MUITAS VEZES POR UMA COVARDIA CÔMODA, DEIXAMOS PASSAR POR NÓS, NOVAS EXPERIÊNCIAS SEM NEM, TENTARMOS PARA SABER SE DARIAM CERTO OU NÃO.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

CamilaSB disse...

« nem teve forças de ultrapassar o estádio da cogitação...» quantos projectos ficam trancafiados na gaveta por falta de arrojo? Mas, a força do querer é que manda...
Olá Gisa, linda forma de fazer poesia... parabéns! Beijinho!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Por vezes parece que a covardia domina, mas a força e o querer vencerá. Insiste!

Adoro ler-te!
beijos
cvb

heretico disse...

ousar lutar, ousar vencer!...

beijo