terça-feira, 22 de maio de 2012

CONFISSÃO

Sou culpada Já me convenci disso. Chega! Não precisa repetir! Eu-já-sei! Convivo com a culpa desde muito. Confesso que nutro até um certo carinho pela danada. Uma vez resolvida a situação da negação, tudo fica mais fácil. Pronto! S-O-U-C-U-L-P-A-D-A! Gostou? Bem e agora? Sim, e agora? Vai ficar parado assim, sem qualquer reação? Ah, já sei! Faltou assunto, né? Se sou culpada, sei disso e assumo, do que vai poder me acusar? Ahá! Problema seu! Seja criativo, oras! Ah, sei! Agora  vai dizer que sou culpada da sua falta de criatividade também?!

10 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Gisa. Muito bom mesmo!
Uma vez que assumimos que erramos, reconhecemos, ficamos com a alma bem mais leve, consciente.
Pode acontecer em uns casos, em que a depressão bate forte por termos e sentirmos a culpa, sentimento esse, que para mim é ruim, mas que ninguém está livre de sentir.
O outro sempre quer que assumamos a responsabilidade, culpa de tudo.
No amor, se existe situação conflitante, é mais fácil para a outra pessoa transferir os seus erros, se livrar da culpa, e transferi-la para a pessoa amada, aliviando, ou pensando, a sua consciência. Ledo engano!
Erros são feitos para serem assumidos por ambos, pois senão fica desigual a relação.
Eu carreguei culpa por tantos anos, que a minha alma definhou.
Ainda bem que hoje tenho uma consciência diferente!
Um beijo na alma, e parabéns!
Beijo na alma!

Inaie disse...

Ai que bom!! Se voce é culpada, então eu sou inocente... ufa, que alivio!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Só os grandes se confessam, magnifico Gisa!

beijos
cecilia

silvioafonso disse...

.





Gisa, amanhã, 23, eu escreve-
rei no Blog do Bar do Escritor
e adoraria contar com a sua
crítica no rodapé do meu
texto.
Amanhã, com certeza eu estarei
falando sério.

http://bardoescritor.blogspot.com.br/


Conto com você, amiga.

silvioafonso







.

ANTONIO CAMPILLO disse...

Querida Gisa, nunca se es culpable de nada. No existe el pecado, sólo malos momentos.
La culpabilidad se inventó para sojuzgar a los pobres de espíritu. Además, sus inventores culpan a los demás y jamás a ellos mismos.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Rogério Pereira disse...

Fiquei sem reacção
Parado
Mais que isso,
fiquei aparvalhado
É que eu vinha dizer-te
S-O-U-C-U-L-P-A-D-O

E agora?

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma confissão cheia de coragem e pedir desculpa não é para todos, apenas para os bem formados.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Hugo Nofx disse...

Sermos sinceros cria-nos problemas acrescidos. Digo eu por experiência própria!
beijinhos!

QUIM disse...

Importante agente assumir os nossos erros..mais importante ainda não assumir os dos outros..bj

Carla Ceres disse...

kkkkk MA-RA-VI-LHA!!! Belíssimo xeque-mate, Gisa! Beijos!