quinta-feira, 3 de maio de 2012

OBJETIVO

Corria.
Enfrentava obstáculos.
Esfolava-se as pernas e os pés.
Seguia em frente sempre.
Sangrava os ferimentos,
Que cicatrizavam automaticamente
Para dar lugar aos novos.
Não esmorecia.
Tentava esquecer a dor.
Focava-se no objetivo final.
Cresceria,
A qualquer preço.
Custasse o que custar.

9 comentários:

Flor de Jasmim disse...

Gisa
Excelente forma de nos transmitir este objectivo!
São alguns tais como os sonhos,mas dificis de alcançar.

Beijinho e uma flor

ANTONIO CAMPILLO disse...

Conseguir lo pretendido es difícil y doloroso. Pero, si la voluntad es fuerte y el objetivo puro, el dolor se transforma en un proceso justificado.
Cuando crezca tendrá una gran fortaleza de espíritu.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

BRANCAMAR disse...

E é assim que se cresce, em liberdade, dor e alegria e que se valoriza a vida.

Belo texto.


Beijinhos
Branca

Rogério Pereira disse...

Assim a lutar
ainda acabo por te admirar

:))

Arnoldo Pimentel disse...

Assim é o dia a dia da vida.Beijos.

Sérgio Pontes disse...

Gostei bastante, beijinhos

Rosa Mattos disse...

Bacana o texto, Gisa.

Nem todos encaram a vida com tamanha tenacidade.

E pagam um preço.

Carla Ceres disse...

Oi, Gisa! Muita gente, pelo mundo todo, vive infâncias assim. Beijos!

anturio disse...

Olá Gisa
Vim retribuir a visita lá no blog do Álvaro.
Boa metáfora para a consecução de objectivos!
Conheço uma outra que descreve a pedra lisa que corre no rio...esta chega a uma das metas já repleta de sulcos na sua lisura!:) Mas mais fortalecida..
bj
m.c