domingo, 20 de maio de 2012

E AGORA?

Tinha os olhos de serpentina.
Quando queria os desenrolava lentamente
Para espreitar sem ser notada
Pelas frestas e esquinas mais escondidas.
Por vezes os queria velozes.
Lançava-os como se flechas fossem
Arrebatava o objetivo,
Retornando em um lampejo
Não captado pelos observadores mais atentos.
Exercia seu poder todos os dias
Ora para divertir-se, ora por achar necessário.
Agora não sabia o que fazer,
Em todas as ocasiões aquilo nunca havia ocorrido.
Precisava pensar rápido
Ficar presa no alvo não fazia parte dos seus planos,
Mas como conseguiria se libertar
Se tinha perdido o comando da ação?
Eles não queriam mais voltar! Fixaram!
Nunca havia imaginado essa possibilidade.
Alguém sabe como fazer para desapaixonar?

10 comentários:

silvioafonso disse...

.



Gisa, meu anjo. Preciso da sua
ajuda para saber se você gos-
tou ou não do meu novo blog.
Mudei a cara dele por achá-lo
comum e cansativo. Por isso
ousei um pouco mais.
Diga qualquer coisa a respei-
to, mas, por favor, não se ca-
le agora.

Um beijo,

Palhaço Poeta







.

Rosa Mattos disse...

Adoro esses desfechos inesperados, cheios de metáforas encantadoras.

Não se pode controlar a direção da flecha lançada pelo amor. Todo o controle que pensamos ter é ilusão, quando somos atingidos no coração.

E agora?

Sei não/! rs

bj♥

Rogério Pereira disse...

E sei
Mas não digo
Apenas vendo
tal segredo
O preço
é pago
em beijos

Compras?

Patricia Galis disse...

Nem imagino como é possível desapaixonar mas muitos dizem que ela é bem curta pois pode ou não se transformar em amor.
Lindo poema minha flor.

O Profeta disse...

É tão insignificante a luz do Sol
Quando uma criança chora
É tão imenso o sentimento
De quem não quer ir embora

Já despontaram todas as flores do mês de Abril
As hortências ainda dormem nas colinas da ilha
Este mar tem no ânimo a calmaria
Há sonhos que se desbotam da maravilha

E há um sítio para onde não levo ninguém
Onde tudo acontece sem raiva ou desconfiança
Neste sitio descanso minha atormentada alma
E planto sorrisos regados de esperança…

Doce beijo

heretico disse...

olhar(es) em fusão. não há maneira de não arder...

gostei muito.

beijo

Nos Amando... disse...

querida Giza
só o tempo é capaz de fazer
tal situação e ainda pode deixar
sequelas, chamadas lembranças
linda semana

http://desenhandocomapontadosdedos.blogspot.com.br/

Andradarte disse...

...uma boa dose de DOR.....muita DOR.
Beijo

Mery disse...

"Desapaixonar*
Quem perde o comando da ação está preso pelo coração*...
A receita para desapaixonar é esperar no tempo...E agora?
Vale a pena..."a dor do Amor passa(?)

bjinhos

Maria selma disse...

Gisa,trouxe um selinho do 2º aniversário do Chá da tarde,
http://i701.photobucket.com/albums/ww15/M-amles/anigifchzinho.gif
Linda semana,
Beijos de luz.