quinta-feira, 10 de maio de 2012

COMPANHIA

Estou oca.
Dentro de mim 
Só o eco me acompanha:
Oca.
Louca, 
Oca. 
Louca,
Oca, 
Louca, 
Oca, 
Louca, 
Oca,
Louca,
Oca...
Louca...
Out of order!
CLANC!

15 comentários:

Carla Ceres disse...

Pifou!? Reinicia que fica tudo bem. :) Beijos!

Mª LUISA ARNAIZ disse...

Un sinfín de comentarios te esperan por ese texto tan simpático.
Un beso.

Evanir disse...

Mais do que ser ternura
É cativar corações e mentes.
Mais do que ser luz,
É colorir o universo de cores mil.
Mais do que ser ponte
É caminho seguro a seguir.
Acima do bem e do mal
Do que já houve
Do que há
E do que houver.
É fonte de esperança
É bênção insuperável
Entre os seres, inigualável,
De beleza extasiante
Dando-se por inteiro
Sem dia, hora, lugar
É bela, é forte
É fonte de amor
É mulher.
É mãe!
Um feliz e abençoado Dia das mães.
Tem um presente para você na postagem
ofereço com muito carinho.
Deus abençoe todas as mães do Mundo.
Evanir.

Natália Campos disse...

Que delícia seu poema, querida. Muito legal de ler. Adoro poemas assim. Essa mistura da rima e seu fonema, a brincadeira com palavras.

Simples e bacana! Beijos.

ANTONIO CAMPILLO disse...

Exacto, Gisa, esto es una empresa.
Y, si es multinacional mejor.
Una continua reiteración de la aparente nada: su locura por el azar que sobrepasa a quien cree en ella.

Un fuerte abrazo, querida Gisa.

Janaina Cruz disse...

Nunca estarás oca poetisa querida, pois tua alma é de poesia maior...

Leonardo B. disse...

[como labirintos dentro da própria palavra,

que não confinam; refazem o próprio caminho por dentro do corpo.]

um imenso abraço, Gisa

Leonardo B.

Flor de Jasmim disse...

Oca não estarás! Louca sempre é necessário um pouco de loucura.

Beijinho e uma flor

Eva BSanZ disse...

Un placer leerte, saludos afectuosos.

Rogério Pereira disse...

Eco
que em ti ressoa
e torna
e transtorna
Eco
e peco
oiço
oco
e louco
Oco
e louco
Oco
e louco
Que de oco
louco
se todos
temos um pouco
eu tenho de sobra

Queres a prova?

silvioafonso disse...

.



Oi, Gisa. Olha só, eu
Fiz um texto para o dia das
mães e adoraria se você co-
mentasse.

Beijos,

Ass; Palhaço Poeta







.

Cores da Vida... disse...

Tudo bem, um dia é sempre diferente do outro... Amanhã poderá ser melhor.

Beijos.
Obs: Percebo que agora estou lhe vendo com maior frequência em meu blog, obrigada.

Fê-blue bird disse...

Amiga, foge dessa companhia Oca, quanto à Louca dá sempre jeito ter alguma ;)

Espero que estejas a brincar, pois não te considero nada oca, nem louca.


beijinhos

Luís Coelho disse...

A campainha é um eco louco que se perde no vazio do chamamento.

Hugo Nofx disse...

O vazio conduz à loucura...

Identifico-me com este poema.

beijinhos.