terça-feira, 25 de outubro de 2011

BUSCA

Após alguns ingredientes, a mágica se fez em um estrondo.
Fumaça lilás com aroma de frutas tomou conta do ar.
Vestida de faíscas intermitentes, fez-se bela.
Cabelos em desalinho, receberam como adorno borboletas coloridas.
Sapatos de celofane brincavam com os raios de sol.
Desfez-se das dúvidas e preocupações
E saiu sorrindo na busca do seu ideal.
Mal o reconheceu, quando virou a esquina dos cata-ventos.
Teve que ser chamada por duas vezes
Até localizá-lo no canto amarrotado.
Tentou recuperá-lo, mas entendeu, por fim, que não seria possível.
Deu-lhe um beijo de despedida 
Oferecendo-lhe como leito confortável, 
Para seus derradeiros instantes,
O lenço de seda azul que trazia no pescoço.
Foi-se tranquila a procura de novas estradas.
Divertiu-se quando, a cada passo,
Era alvo da sedução de novos ideais
Que brigavam entre eles
Na expectativa de descobrirem qual deles
Se adequaria melhor
Às suas expectativas.

7 comentários:

Andradarte disse...

Que imaginação....difícil acompanhar...
Beijo

Állyssen disse...

Um escrito com aroma de busca...

Beijos!

Álly

Richard Moisan disse...

Une histoire d'amour toute en finesse.
J'aime ça!

Flor de Jasmim disse...

Gisa
que essa sedução se mantenha em seus ideais.
Beijinho e uma flor

Valdeir Almeida disse...

Enquanto eu lia sua prosa em forma de poesia, a trama foi sendo desenhada em minha mente.

Gostei. Beijos e ótima quarta-feira.

wcastanheira disse...

Intenso,uma busca delirante em nome da promessa de belos momentos, adoro passear por aqui, pra vc bjos, bjos e bjosssss

Carla Ceres disse...

Barbaridade, como escreve bonito! Você nasceu pra poesia, Gisa. Beijos!