quinta-feira, 6 de outubro de 2011

NASCIMENTO

Parou o pêndulo do relógio
Congelando aquele momento.
Não podia permitir que o movimento dos minutos a atrapalhasse
Precisava de calma para acomodar muito bem
O frágil sonho recém nascido
No berço frio
Construído com as arestas rígidas da realidade.
Seria uma falta de consideração.
Ter-se pressa em um instante tão precioso...
Afinal, não é todo dia que se consegue submeter alguém,
Tão imensamente livre,
A uma prisão consentida
Apenas ofertanto em troca
A singela oportunidade de
Presenciar o surgimento de um novo sorriso
Em nossos lábios.

22 comentários:

Andradarte disse...

......e um bater forte do coração.....
Beijo

Lua Nova disse...

Mas não há nada mais envolvente do que um sorriso vindo do coração e não há prisão mais segura do que a consentida.
Beijokas.
Seguindo...

Quino disse...

Hola Gisa,

Buena manera de descifrar un nacimiento... La sonrisa y los latidos del corazón en el momento dado.

Beijos dende Galiza.

iglesiasoviedo disse...

Una nueva sonrisa en los labios, puede ser la definición de una filosofía de vida, aquella que hará feliz a los que se la encuentren y puedan compartir con ella ese regalo del cielo.
Un gran beso.

Richard Moisan disse...

Le sourire du coeur est la chose la plus importante de la vie.
Bonne soirée, Gisa!

Dilmar Gomes disse...

Gisa, agora eu sei onde ler um bom poema todos os dias, por isso venho aqui ver a pedra de brilhante que tu lapidas.
Um abração. Tenhas uma linda noite.

MARILENE disse...

Que maneira linda para falar sobre um acontecimento, também maravilhoso.
Ele já é emocionante, mas você conseguiu proporcionar uma visão rara do nascimento.

Bjs.

ANTONIO CAMPILLO disse...

Hacer que el péndulo se detenga en una posición imperfecta según la física, proporciona la sonrisa necesaria para compartir la felicidad.

Un fuerte abrazo, Gisa.

Sérgio Pontes disse...

Muito giro. Bjs

Eva Gonçalves disse...

Ó o problema de tudo que vive... no momento que nasce, começa a morrer... muito bonito o poema

Rogério Pereira disse...

È sempre bonito ver nascer...
Que esse sorriso
Se mantenha bonito
e seja saudável o seu crescer

Desejos de um velho
mas sincero
sorriso
:))

Equetus disse...

Ler e viver são o meu lema, pois sou péssimo pra escrever.
Mas quem precisa saber escrever se tem alguém que sabe escrever como você.
Belo poema.

Abraços

Zatonio disse...

Oi, minha amiga, inspirada como sempre. Seu blog já voltou para minha lista, eu tive de refazê-la, vírus. Beijo!

Suzana Martins disse...

Ah... queria poder, por um segundo, congelar os pêndulos do relógio!

Abraços querida

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre é uma delicia ler-te e sentir o que escreves.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Cadinho RoCo disse...

O tempo não se prende a absolutamente nada.
Cadinho RoCo

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Gisa, amiga querida. É uma muito prazeiroso ler tudo o que você escreve. A gente mergulha com o texto, na sua inspiração e criatividade. Lindo!
Beijos no seu coração.
Manoel.

Dja disse...

Lindona, que lindoooooo que esse sorriso dure muito tempo, lindona.

Beijos querida.

Lena disse...

Gisa, linda
Voltando aqui a esse espaço tão forte e suave ao mesmo tempo, com esses poemas maravilhosos que sempre me encantam. Esse particularmente, sobre o nascimento, está shoew. Beijos, minha flor. Devagarzinho voltarei às visitas mais regulares.Bom fim de semana!

A.S. disse...

Um sorriso aprisionado morre nos lábios gélidos!...

Beijos,
AL

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga Gisa.

Quando a própria pessoa livremente se prende ao sorriso que virá coroado pelo nascer do sol, ah... Merece um suspiro bem fundo!

Que seu fim de semana seja abençoado de alegrias.

Beijos.

Cores da Vida... disse...

Imagino que o nascimento de um filho seja um evento de parar o tempo...

Beijos,