segunda-feira, 3 de outubro de 2011

DECISÃO

Colocou o mais enigmático vestido
Cheio de fendas, tramas e surpresas.
Calçou os saltos mais finos e altos
Negros para dar maior estabilidade.
Maquiou-se suavemente
E prendeu os cabelos crespos em um coque.
Pegou a pequena bolsa e saiu para procurá-lo.
Atravessou a ponte para o outro lado do tudo
E surgiu como uma visão perfeita em sua soleira.
Ao abrir a porta,
Ele não acreditava que ela pudesse existir assim,
Tão bela.
Sorriu.
Afinal sempre tinha treinado sua imaginação
Para quando esse momento se concretizasse.
Fechou a casa sem demora
E de um salto pegou sua mão.
Partiram às gargalhadas
Para aproveitar cada minuto que haviam perdido
Na interminável espera do aceitável.

17 comentários:

Luna Sanchez disse...

Que encontro hot!

Gostei!

=)

Olga disse...

You've done a very good job here. You have certainly captured the moment of amazing presence of love.

Zeca disse...

Gisa! Um dia ainda faço isso! Beijos

Flor de Jasmim disse...

Gisa
Nossa que lindo. Final feliz.
Beijinho e uma flor

iglesiasoviedo disse...

Un poema realmente precioso, un canto al amor,al momento mágico del encuentro, al momento en que todas los deseos , pensamientos, anhelos se hacen realidad y comienza el tiempo de disfrutar del amor. Ese momento que todos anhelamos que llegue pronto.
Un gran beso.

Dilmar Gomes disse...

Gisa, já disse aqui, mas repito, tu és uma escritora feita, poetisa completa....
Ah, Neste poema, alguma coisa lembra os trabalhos de Caio Fernando Abreu; coincidência de estilo, mas um sinal de talento.
Um grande abraço. Tenhas uma linda semana.

Richard Moisan disse...

La vie est si courte... Ils s'aiment. Ils ont eu raison d'en profiter.
Bon début de semaine, Gisa!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Quando a decisão é amar, nada se pode opor.
bjs Gisa
oa.s

Rogério Pereira disse...

Levantou-se do retiro
onde anunciara ir estar
Abriu a janela do costume
de par em par
Pós a cafeteira do café
ao lume
Não porque lhe apetecesse o sabor,
apenas lhe desejava o odor,
que lhe lembrava tempos idos
E ficou, depois de ler
parado,
esperando por ela lhe aparecer...
(secretamente admitia
admirar tudo o que ela escrevia)

wcastanheira disse...

Adoro este duo mulher x vestido, como seria um vestido enigmático, deve ser mto show pois atiçou a inspiração da bela poetiza, por isso é tão bom passear por aqui tu és uma mulher show, pra ti guria bjos, bjos e bjosssssssss

wcastanheira disse...

Adoro este duo mulher x vestido, como seria um vestido enigmático, deve ser mto show pois atiçou a inspiração da bela poetiza, por isso é tão bom passear por aqui tu és uma mulher show, pra ti guria bjos, bjos e bjosssssssss

Andréya disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréya disse...

UaU..
Que narrativa.
Imaginei a cena.
Parabéns querida amiga..
beijos meus pra vc!

Cacá - José Cláudio disse...

Caliente e imperdível encontro. Belo, Gisa! Abraços. Paz e bem.

ana costa disse...

Essa é a prova mais viva de que vale a pena acreditar no que à partida parece um sonho, uma ilusão...
Gostei muito, parabéns!

ANTONIO CAMPILLO disse...

Un soñado, arreglado y querido, encuentro con la pasión de buscarlo y encontrarlo.
Vestirse y arreglarse para desvestirse y desnudarse.
Muy acertado engalanamiento.

Un fuerte abrazo, Gisa.

Hugo Nofx disse...

"Atravessou a ponte para o outro lado do tudo".
Comoveste-me Gisa... não tenho mais palavras...
mil beijos.